Green Hills

Comentar

África África do Sul

Nem no mais inspirado dos dias, Van Gogh teria arte para rabiscar uma paisagem assim…
Montes verdejantes, vegetação sóbria, cavalos à solta e William, um miúdo de dez anos que combate um cancro com a determinação do mais inocente dos sorrisos, a encantá-los. Para onde ele vai, os equídeos, como que hipnotizados, seguem-no.
Green Hills. É aqui que me encontro. É neste local que gostaria de passar dias sem fim. E o fim destes dias em Magaliesburg(o).
Infelizmente, apenas posso usufruir do espaço em imaginação, pois após o breve pequeno-almoço o bulício do dia não me permite contemplar, saborear essa beleza. Suspiro por essa qualidade de vida.
Sentados, à primeira refeição do dia, o quadro é idílico.
Sarah, mãe de três filhos, e os pais Peter e…. (ainda não conseguimos saber o nome da senhora) fazem-nos sentir verdadeiramente em família. É este um dos melhores lados do Mundial2010. Um dos ‘bright side’ da África que tarda em mostrar o seu lado mais humano.

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code