A pianista

Comentar

África África do Sul

Pequeno-almoço tomado, as ultimas palavras de agradecimento trocadas quando Rosa Maria me leva a ver a sua salinha. Fotografias antigas, trabalhos diversos feitos pelas suas delicadas mãos e mais um piano, além daquele que está ‘acabado’ na sala principal.
– “A Patrícia costumava tocar, mas já há muito que não o faz. Adorava ouvi-la…”, lamenta-se, saudosa.
Num abrir e fechar de olhos, a jovem médica satisfez a vontade da progenitora e já está sentada e concentrada a tentar recordar oito anos de lições de piano. Hesitante, vai experimentando umas notas que a voracidade da minha máquina fotográfica vai inibindo.
– “Assim fica mais complicado. É difícil tocar enquanto estamos a ser gravados”, queixa-se, com sorriso angelical.
Desculpo-me, mas estou siderado com o momento e é complicado parar. Apenas deu para disfarçar. Não podia haver melhor forma de me despedir da família Jardim, que me fez sentir completamente em casa. Abriu-me as portas sem me conhecer e em dois dias de convívio estabeleceu laços que sei vão perdurar, com novos episódios no Porto.
Sentada ao piano, Patrícia, singela, feminina, delicada, foi igual a si e ao momento: belo e cativante.
Mais uma vez, obrigado a todos.

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code