Campeões no… Nepal

Comentar

Ásia Nepal

Inevitável “coincidência”: ambos somos adeptos do FC Porto. Por isso, mesmo estando do outro lado do planeta, não queríamos perder a festa que confiávamos ser possível na Luz. A internet era a única solução. O problema é que a partir das 23:00 não se encontra disponível em Katmandu. Apenas em hotéis. Não era o caso do nosso.
Voltamos à Katmandu Guest House e compramos internet para a madrugada, já que o jogo começava ás 01:30 no Nepal. Correu mal. A internet era tão lenta que não dava para ver o jogo online. Desilusão.
Regresso a “casa”. Riquexós disputam a corrida, mas não sabem que estamos a escassos 30 metros da cama. Acabámos por dar a oportunidade a um senhor de idade mais avançada. Levou-nos a um local, que estava fechado. E depois apostou no Hotel Tibete.
À entrada explicamos que procurávamos internet. Disseram-nos onde ficavam os computadores. Lá tentámos… Quando pensávamos que o esforço tinha sido inglório, eis que acedemos ao jogo… já com o FC Porto a vencer 2-1, ainda no primeiro tempo.
Vimos e fizemos a festa. Íamos a sair, já ninguém na recepção. Cá fora, o senhor do riquexó dormia à nossa espera. Subimos a viatura e começamos a pedalar. Acordou confuso. Sorriu.
“Vocês disseram que eram apenas cinco minutos e foram duas ou três horas”, disse-nos. Explicamos que o viemos avisar e não o vimos (ter-se-á ausentado) e que foi surpresa vê-lo ali. Vim a pedalar e ele ao lado do Vasco, à patrão. Merecido.
No fim, pagamos-lhe exactamente 10 vezes mais do que o percurso de ida. A noite terminou com todos os intervenientes felizes…

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code