Tags:

Despedida de Granada

América Central Nicarágua

El Bocadilho foi-nos sugerido por Celia. Insistiu na qualidade do restaurante. Um dos poucos geridos por locais, com gastronomia nicaraguense, para gente identificada com Granada. Expectativas altas. Bastante. Resultado frustrante. Demasiado. Nada estava bom. Para nenhum dos quatro.
Caminhada para esquecer. Digerir. Copo relaxado em agradável esplanada. Trio “entradote” em serenatas para casais. Saboreamos a música e o momento. Tranquilamente.
Madrugar. Pequeno almoço reforçado. Subir a torre da igreja. Sem dúvida, a melhor vista de granada. Múltiplas cores. Casas com história. Muitas.
Zé Luís persiste na tentativa de nos convencer a ir a máquina zero. Ele tinha ido na véspera. Tenta uma e outra vez. Sem sucesso. Mas sabemos que vai continuar a tentar.
Tempo de deixar para trás a mais antiga cidade espanhola no Istmo. Fazer malas e partir….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?