Tags:

Juayua

América Central El Salvador

As cascatas naturais são o principal atractivo deste pueblito. É também por elas que Juayua recolhe as preferências dos vários lugarejos que compõem a bela Ruta de las Flores.
Como sempre, prescindimos de guia. E lá nos fomos perdendo. Natureza adentro. Primeiro, acabamos no topo de uma cascata. A ideia era vê-la do lado de baixo. Aprecia-la. Plano B, explorar outro “sendero”. Quando percebemos, já estávamos em propriedade privada. Convidados a sair. Isto não está a correr bem…
Finalmente, a primeira cascata, Fernanda foi ao banho. Veio devidamente preparada. Retomado o caminho, a meia dúzia de passos, cascata maior. Formava uma piscina. Unido do desejo de fresco splash, o quarteto não resistiu. Mesmo com alguns de nós devidamente… impreparados para o banho.
A represa, um balcão privilegiado para exuberante natureza. O mundo é nosso. Quase por inteiro. Apenas um trio de adolescentes nos acompanha por minutos. Relaxamos. Sol abraça-nos a pele. Anuímos com as suas calorosas intenções. Corpo e mente revigorados.
Também aqui, deliciamo-nos com os murais espalhados pelas casas térreas. Estão por toda a aldeia. Exponenciados ao nível de saborosa loucura. Criativos. Coloridos. Temas diversos. Um folclore para os sentidos.Regresso a Juayua. Novo giro no verde e castiço parque central. Na igreja, visita ao aqui venerado Jesus Negro. E mais um cortejo. Novamente, crianças de gala antes de entrar na primária. No orgulhoso desfile, o nível económico dos familiares pareceu superior ao de Suchitoto.
Para variar, almoço mexicano. É hora de partir..

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?