La Vielle Ferme

Dubai Médio Oriente

Cada vez menos tímida, a luz atravessa a estrutura de vidro fumado. Juntamente com o frenesim do aeroporto, não nos permite dormir. São 07h00. Estamos no Dubai. Em Portugal são 03h00.A espera no aeroporto é de quatro horas. Fernanda aterra no primeiro banco. Nós, lutamos conta o cansaço. Testamos o pequeno pc. E assistimos ao consumismo desenfreado de milhares que se cruzam na zona das partidas. Chegaremos à Ásia apenas às 18h00 locais. Estreia na Emirates. Não podia correr melhor. Pessoal de bordo apto a responde a solicitações em 13 diferentes línguas. Martina, eslovaca, fala perfeito português. Encarrega-se de tornar muito agradável toda a nossa viagem. Consegue. Depois de bianco com gelo (Martini), degustar cabrito com curry, basmati e legumes igualmente picantes. La Vielle Ferme é o vinho que nos acompanha.Dois filmes e New Order ocuparam a viagem. Mal dormido, o dia começou cedo. Com um teste à forma física. 4,4 quilómetros a pé até à Cordoaria. Carlos já me espera. Surpreso pelo tamanho da “bagagem”. Desta vez, finalmente, mais leve do que ele. Seguiram-se quase quatro horas do Porto a Lisboa. Fernanda ainda trata da escritura da casa nova. Aparece atrasada. E sem completar o acto. Célia, a irmã, deixa-nos no aeroporto. Últimos telefonemas aos mais queridos. Prontos a levantar voo….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?