TE ANAU

Nova Zelândia Oceania

Para não variar, um lago abraça Te Anau. Esta é a última civilização que podemos encontrar antes de Milford Sound. Do mesmo modo, a primeira que passámos após regressar a Queenstown. Ainda assim, está demasiado longe. Situa-se a mais de 100 quilómetros, mas não passa de uma pequena localidade, que, graças a Milford Sound, começa a ganhar adeptos e a crescer com o turismo.
Há uma caminhada mítica entre as duas localidades. Exige uns quatro dias. Não houve tempo para tal. Mas sei que um dia – e costumo realizar os meus sonhos – essa caminhada fará parte das minhas mais ricas memórias de viagem.
Apesar da distância para o movimento de uma cidade (300 km para Queenstown), os turistas que arriscam a passar de Te Anau começam a chegar em peso ao local de sonho e o Milford Sounde Lodge, a única estrutura autorizada a receber turistas, está praticamente sempre esgotado. É necessário reservar com antecedência e foi isso que fizemos.
O único senão: imensos mosquitos que não dão um momento de paz. Felizmente, há quem tenha sangue mais “doce” do que o meu….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?