Obrigado. Obrigado. Obrigado!

Austrália Oceania

São 06:00 AM em Queenstown (uma hora mais tarde no estado de New South Wales, apenas três ruas antes) e deixamos a Sofia e o Paul nos respetivos trabalhos. Não abusamos da cerimónia e aceitamos a gentil oferta do carro. Sempre útil para dar umas voltas.
Tudo está fechado, pelo que vamos apreciar a praia nas primeiras horas da manhã. Apercebemo-nos, então, que vai haver uma espécie de concerto, pois estão montados dois pequenos palcos. Num instante, percebemos que é o programa “Today” do canal 9NEWS. Em direto. Ficámos para ver…
Não precisamos ser os melhores observadores do mundo para entender que a tenda dos salva-vidas da localidade está a oferecer cachorros quentes. E disponíveis para donativos. Ve, mesmo a calhar. Umas moedas (apenas vimos outra senhora a dar dinheiro) e já devoramos um cachorrinho cada. Minutos depois, morfámos o segundo. Ao lado, opto por um chá orgánico, enquanto o Zé Luís e o Carlos preferem cafés XPTO. Sim, também à pala.
Enquanto esperamos pela bebida, somos brindados com um saco que contém um maravilhoso iogurte, cereais e… desodorizante.
Satisfeitos com a inesperada e sempre muito apreciada hospitalidade, vamos guardar os presentes ao carro. No caminho, desvio de três metros para recolher um batido de meio litro. Ao mesmo preço…
Ouvimos a atuação de um grupo que lidera o top de vendas da Austrália – esquecemos o nome da banda, mas não a violinista asiática – e, como o sol começa a queimar, agradecemos os dois bonés diferentes oferecidos pelo 9NEWS.
O dia começa bem e ainda nem imaginávamos o feliz engano, a nosso favor, no santuário de vida animal. Retratado no post anterior..

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?