Canguru, diz-me se és mesmo tu…

Austrália Oceania

Cada australiano nasceu com inaptas aptidões de sobrevivência que dão imenso jeito. Paul não foge à regra. É pau para toda a obra.
“E que tal um churrasquinho ao ar livre?”, pergunta. Nem precisa ouvir a resposta. Canguru é a ementa. Há várias quintas que criam kangurus da mesma forma que os aviários tratam do nosso apreciado frango. Neste caso, não são mal cuidados em vida, mas acabam invariavelmente retalhados em bifes que são vendidos em todos os supermercados.
Na Austrália, cada pequena comunidade tem ao dispor um ou mais grelhadores/churrascos elétricos, normalmente no meio de parques. As pessoas usam-nos e deixam-nos tão limpos quanto os encontraram.
A noite está a cair e levamos todo o material necessário para a experiência. Nem faltam aves exóticas a vigiar-nos, à procura de alimento. O Paul prepara um molho à “maneira” que dá um gostinho especial ao Canguru, cujo sabor é intenso e não agrada ao palato de todos.
Esquecemos a mesa e banco corrido de apoio ao churrasco e comemos mesmo alí, em pé, em animada conversa. Sofia e Paul são excecionais….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?