Tags:

Abraçar Istambul

Médio Oriente Turquia

A chuva persiste. Nós também. Indiferentes a essa insignificância. Falha em toldar o ânimo do grupo. O comércio vai mudando. Hoje parece-me que nunca encontrei tanta donzela devota ao Islão.  Os trajes e os lenços denunciam-nas. Cores sóbrias, pouco intensas. Como o cinzento dia.O Grande Bazar volta a acelerar corações. Primeiro o espanto. Seguem-se as fotos. Um chá turco em convidativa esplanada interior. Mais compras. Sorrisos ainda mais rasgados. Não adianta. É genético. Deambulamos sem rota definida… Seguimos os instintos. O brilho. O chamamento do muezim.Não resistiremos a montra de buffet sabiamente convidativo. Um mestre distribui três ingredientes por prato. O difícil é escolher quais. Está tão bom quanto o aparenta. Hummmm… Esta aventura promete incompatibilizar-se com a balança…A fila para a mesquita azul está impossível. Plano b. Passar por turcos. Entrar pela porta principal. Nota artística 10. Imagino satisfação interior ao nível de brilho nos olhares…Hagia Sophia é visto apenas por fora. E  Palácio Topkapi fica depois do arvoredo. Excelentes pretextos para voltar. Segue-se rua artística. Galerias. Esplanadas. Lojas de sonho. E a estação onde termina o mítico Expresso do Oriente, que Agatha Christie imortalizou.  Azáfama de exposição livreira não permite conveniente exploração do espaço.  O relógio não pára. E há um encontro marcado. Ou dois….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?