Tags:

CALOR DA MONTANHA

Geórgia Médio Oriente

Svaneti fica lá, bem no alto. Ao nível do calor e peito aberto das gentes desta montanha. Muitos modos são ainda algo rudes, porém, no essencial, estes ‘ausentes’ da civilização não nos deixam ficar mal.Estamos preparados para faustoso repasto, com cerveja e vinho suficientes para duas refeições, e eis que um local nos presenteia com espumante. “Da Geórgia”, diz-nos, enquanto aponta, com o calejado indicador, para a referência da garrafa. Não fala inglês. Terá os seus 50 e destaca-se pela fisionomia atarracada e ar bonacheirão. Merece brinde. Mais um. A nossa sobriedade não fica totalmente garantida. Muita  mistura para organismo necessitado  de robusta comida.Desaparece. Em 30 segundos, regressa. Com outra garrafa. Levantamo-nos para o impedir da loucura. Assim é exagero. Nem sequer tínhamos falado antes. É hospitalidade em exagero. Brusco, Muda de feições. Tira pistola do cinto…São apenas uns instantes, mas podem parecer eternidade.  O seu ar não se destaca pela sobriedade. Não conhecemos a gentil alma. Segundos de expectativa e…lume!! Acende cigarro no mesmíssimo segundo. Faz um último brinde e desaparece. De vez.Este não é exemplo único de amabilidade. Numa outra refeição, um grupo de cavalheiros da montanha oferece dois litros do tinto que bebemos. Atentos à nossa companhia. Muito, mesmo. Não é por falta de ‘fruta’ que não aguentaremos as agruras do dia seguinte. Novos brindes de agradecimento. As nossas donzelas estão em alta. O seu charme já ecoa pelas montanhas….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?