Tags:

Arte Moderna

Geórgia Médio Oriente

Hoje é dia de museus. O de História da Geórgia e o de Arte Moderna. A avenida Rustaveli alberga ambos, com vastos motivos de interesse. O primeiro, conta-nos a história do país em boa parte do século XX, com predominância para a era soviética. Que perdura, com a anexação, em 2008, da Abecásia e da Ossétia do Sul. À semelhança do que está a acontecer agora com a Crimeia, na Ucrânia.
A história é o que é. Cativam mais as obras de escultura e pintura no de Arte Moderna. E de fotografia. São três pisos para saborear ao ritmo possível. Nós, com tempo contado para rumarmos a Yerevan. A Marília, com todo o tempo do Mundo. Parte esta madrugada para Portugal…
.

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?