No fundo do Mar

Egito Médio Oriente

“A Ana Oliveira, já com algum traquejo, teve experiência bem mais estimulante do que a minha. E partiilha-a, com pensamentos bem íntimos, no desafio de escrita Bornfreee…”
O silêncio impera. Silêncio aparente. Os sons propagam-se de forma diferente…
A paz impera. Contagia. Enche-me a alma e o sorriso. Sonho…
A beleza impera. Indiscritível. Um Universo esquecido. Assustador pela dimensão, cativante pelo que nos pode ensinar.
É uma sorte viver este momento. Privilégio.
Vermelho de nome, azul de cor. Assim é o mar que me recebe.
Cristalino. Translúcido. Límpido. Puro.
Contém segredos que nunca vão ser revelados. Talvez um olhar atento possa decifrar alguns dos seus mistérios.
A palete de cores envolve-me. Inspira. Dá vontade de ‘criar’…
(Em simultâneo) A banda sonora surge na cabeça… Em silêncio, só para mim… Alterna batidas rápidas e pausas melódicas, estrategicamente colocadas de forma a se ajustar com o que os olhos observam.
É fascinante ver como sou aceite pelos seus habitantes. Sem medo, apenas com curiosidade.
Sendo ‘eu’ predadora, não sou temida. A capacidade do mundo animal acreditar na raça humana – apesar de tudo o que lhes fazemos – é lição de vida. Lamechas talvez, eu sei. Mas sincero o sentimento. Comove.
Tudo acontece em camara lenta. Aqui a duração do tempo é outra. O tempo não decorre à velocidade dos nossos relógios.
Medito. Respiro. Cada vez mais pausadamente. Cada vez mais em sintonia com o ambiente.
Inspiro. Expiro. Relaxo e aproveito. Que sorte estar aqui….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?