Tags:

LIJIANG

Ásia China

Património Mundial da UNESCO, nomeadamente a cidade velha. Foi palco de 800 anos da rota do chá e também integrou a igualmente mítica rota da seda.
O terramoto de 1996 chamou a atenção do Mundo para este lugar de invulgar beleza. Recebeu ajuda internacional para recuperar a áurea que sempre teve, mas, agora, com muito mais turismo. O desastre natural levou a cidade para uma nova era. Global.
Diferente das outras cidades históricas pela arquitetura, destaca-se ainda pelo seu sistema de água e pontes na zona velha (influência do Rio Jade, que se divide em três nesta zona), um labirinto de ruas sinuosas, ainda assim desenhadas respeitando as regras do feng shui.
Este território Naxi tornou-se um destino para artistas, estudantes e aventureiros. Deixou de ser segredo. E outros públicos chegam…
.

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul e na Rússia ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?