Tags:

RITUAIS ESCOLARES

Ásia China

Cruzamos a pé a bela cidade velha de Lijiang rumo à ‘gémea’ Shuhe quando somos surpreendidos por centenas de criancas e pré-adolescentes rumo a recreio exterior. Em frente à escola há um descampado. E é lá que toda a ação decorre.
À frente, os meninos de lenço vermelho, sinal que integram o quadro de mérito. Vinte minutos de exercício perturbado pela nossa maravilhada presença.  Impossível controlar a máquina fotográfica, mesmo que evitando o descaramento. Os exercícios têm habitualmente um rigor quase militar. Hoje não será assim. Mea (nossa) culpa. Mas é por um bom motivo…
Os sorrisos multiplicam-se, tal como os acenos. Talvez seja isso o que torna o tom dos professores mais ríspido. Pelo menos a sonoridade não aparenta muita simpatia. Os miúdos não querem saber. Estão naturalmente curiosos. E muitos algo entusiasmados com a nossa presença e interesse. Faço pequeno vídeo no seu regresso coletivo apressado à escola e poucos são os que ignoram a câmara ou nada dizem. Não encontro melhor forma de começar o dia que promete ser animado…
.

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?