Puro Nordeste

Europa Portugal

Quem decide suprimir o nordeste da ilha e os seus miradouros perde importante parte de S. Miguel. É a zona mais remota, nem por isso a menos bela. Lugares de singular beleza a apreciar nos ziguezagues das velhas estradas, ao invés de aproveitar as novas vias que nos afastam do essencial e mais puro.
A gratificante rota começa com vista privilegiada para o Farol do Arnel, uma torre prismática branca com quinze metros de altura e edifício anexo. De cá de cima, da Ponta do Arnel, aprecia-se a obra incrustada na rude rocha, abrupta sobre o denso azul do Atlântico.
A 14 de outubro de 1918, um submarino alemão afundou o navio de guerra Augusto de Castilho. Seis dias depois, um bote salva-vidas carregado dos respetivos marinheiros ainda andava à deriva. O desespero e falta de esperança deram lugar ao milagre aqui, nesta terra firme.
Os miradouros da Ponta do Sossego e da Madrugada são os mais aconselháveis a um demorado piquenique. Pena estarmos já mais do que saciados… teria sido excelente ideia. Nota de rodapé para a próxima visita. Até porque podemos merendar à sombra de telhados de colmo…
Estes miradouros são parcialmente ajardinados, não apenas com plantas de flor, mas também com flora endémica típica da Macaronésia (vários grupos de ilhas no Atlântico Norte, perto da Europa e África).
Custa deixar estas paisagens esfumar-se no retrovisor. A estrada flete agora para o interior e rumamos às Furnas. Este vai ser o melhor dos fins de tarde….

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?