Sabores de África – Cachupa

Comentar

Receitas do Mundo

Hoje propomos uma viagem pelos sabores de África!!

Cachupa (em criolo catchupa) é uma receita tradicional de Cabo Verde e é considerada por muitos a estrela gastronómica das ilhas crioulas. São confeccionados 2 tipos de cachupa: a rica que utiliza vários tipos de carne e outros ingredientes, como o feijão e a mandioca; e a pobre que usa o peixe em vez da carne.

Hoje propomos a confeção de uma cachupa rica e só vos digo que o cheiro é de fazer crescer água na boca!! O sabor? Divinal… experimentamos?

Ingredientes

  • 1 kg de milho para cachupa;
  • ½ kg de feijão manteiga;
  • ½ kg de feijão encarnado;
  • 150 gr de toucinho;
  • 1 pé de porco;
  • ½ kg de costelas de porco;
  • 2 linguiças de terra;
  • 500 gr de frango;
  • ½ kg de mandioca;
  • ½ kg de inhame;
  • ½ kg de banana verde;
  • ½ kg de batata doce;
  • ¼ de repolho;
  • 4 folhas de couve;
  • 2 chouriços;
  • 2 cebolas médias;
  • 1 pimento;
  • 4 colheres de sopa de vinho;
  • 2 dentes de alho;
  • malagueta q.b;
  • folha de louro q.b;
  • azeite q.b;
  • sal q.b.

Preparação

– De véspera, demolhe os feijões e o milho.

– No dia seguinte, coloque-os numa panela, cubra com água e leve ao lume para cozer.

– Quando o milho e os feijões estiverem quase cozidos, acrescente os enchidos.

– Numa frigideira, doure a cebola, o alho e o pimento no azeite, a seguir acrescente as carnes e o toucinho já cortados e temperados com sal, malagueta, vinho e deixe refogar.

– Acrescente este preparado à panela, onde o milho, os feijões e os enchidos estão a ser cozidos.

– Corte as hortaliças e acrescente à panela juntamente com folha de louro.

– Deixe ferver em lume brando até ficar bem apurada.

 

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code