Cabo Polónio, o derradeiro Paraíso

36 Replies

América do Sul Uruguai

Não tem luz elétrica. Água canalizada passa-lhe ao lado. Estradas asfaltadas? Nada que se assemelhe. Banco/caixa multibanco? Népias. Internet? Deixa lá isso… Luxos? Poisssss… Aqui, no lugar mais inóspito do Uruguai, não vais MESMO sentir falta de nada disso.
Estamos em Cabo Polónio. Um dos lugares especiais do planeta e que ajudam o Uruguai a estar cada vez mais no mapa das conceituadas publicações internacionais. Uma península a uns 250 quilómetros de Montevideu onde o espírito livre de quem por cá passa coexiste em plena harmonia com os lobos-marinhos (uma das maiores colónias do Mundo, com cerca de 300.000) e restante vida selvagem.
É zona protegida pelo governo. As suas imensas praias estão praticamente desertas. Tem um por do sol ímpar e as estrelas parecem brilhar como em poucos lugares do planeta.
Mais do que um paraíso perdido, este é um verdadeiro éden para quem o encontra. É a imagem perfeita do que faz a Lonely Planet destacar, mais uma vez, o país: “O que falta ao Uruguai em tamanho, compensa-o com calma, hospitalidade e carisma”.
O colorido e desorganizado (no bom sentido) povoado está  cercado de douradas dunas de areia, pelas quais o gigante todo o terreno vai avançando, ao longe: as viaturas dos visitantes ficam à entrada do parque e depois há transporte especial 4×4 (ahhhh, como é libertador investir contra a brisa no tejadilho do imponente camião), que demora cerca de meia hora para cumprir uns sete quilómetros por dunas e caminhos difíceis na natureza até avistarmos este olímpo popular entre jovens argentinos e uruguaios, mas que está a ser descoberto por todas as idades de todos os lugares. Um sítio onde a diversidade humana se junta em invulgar e sentida harmonia.
A população fixa é pequena. Não chegam a 50 famílias, em pequenas, desengonçadas e espaçadas casas rústicas. São pescadores, artesãos e funcionários do farol. Quando o bom tempo permite à maré trazer novos aventureiros, logo desabrocham restaurantes, bares, pequenas pousadas… balouçantes camas de rede.
Do farol, construído em 1881 com o intuito de prevenir sucessivos naufrágios nesta costa (Punta del Diablo, que visitaremos, deve o seu nome a esses sucessivos desastres humanos), vista privilegiada para todo o povoado e o azul do mar. Alguns pequenos barcos de pesca. E imensidão de areal deserto. Levantando um pouco os olhos, os ilhéus dos relaxados lobos-marinhos…
Cabo Polónio congelou no tempo. Exuberante tranquilidade natural garantia de panaceia para boa parte dos males do Mundo social. Sobram olhares a irradiar luz. Natural.
Um aviso: é preciso muito cuidado. Um lugar destes vicia. Enamora. Apaixona! Aqui, corremos o sério perigo de redescobrir a simplicidade. Intemporalmente. De nos permitirmos reencontrar a essência do que nos faz felizes…

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

36 comments

  1. Flávia Donohoe

    Cabo Polônio é um encanto, foi um dos lugares que mais gostei de conhecer no Uruguai, é um local ótimo pra descansar e ver a vida passar, adorei ficar estendida na praia olhando o mar!fotos inspiradoras!

  2. Fábio Mendes

    Em nossa próxima passagem pelo Uruguai pretendemos dar um pulo em Cabo Polônio. É mesmo um lugar encantador. E com sua narrativa ficou ainda mais atrativo. É lugar de se apaixonar, realmente. Abraços!

    1. Rui Batista Post author

      Ôbrigado pelas palavras, Juliana 🙂 São mútuas. Numa próxima visita ao Uruguai, aconselho a não perder 🙂 beijinho

  3. Luciana

    Que descoberta incrível seu post me proporcionou. Certamente Cabo vai entrar em meu roteiro ao Uruguai depois dessa leitura

  4. Francisco Agostinho

    Uruguai ! “Ninguém” vai ao Uruguai excepto o Rui ! Parece um lgar interessante, obrigado e boas viagens !

    1. Rui Batista Post author

      Francisco, aconselho a pensar em ir ao Uruguai… tem IMENSAS coisas interessantes. Boas viagens!

  5. Dani Bispo

    Lugares como esse são cada dia mais raros. Sortudo quem teve a chance de conhecer um lugar assim. Eu tive a oportunidade de conhecer Caraíva na Bahia Brasil desse jeitinho. E amava!

    Bjs
    Dani Bispo
    abolonhesa.com

  6. angela sant anna

    infelizmente não tive tempo de passar em cabo polônio 🙁 porém adorei conhecê-la por suas palavras e me encantei com o final “m aviso: é preciso muito cuidado. Um lugar destes vicia. Enamora. Apaixona! Aqui, corremos o sério perigo de redescobrir a simplicidade. Intemporalmente. De nos permitirmos reencontrar a essência do que nos faz felizes…” realmente para refletir!!!

  7. Gisele Prosdocimi

    Que destino incrível Cabo Polónio se mostrou aqui, nunca tinha nem ouvido falar. Natureza selvagem e uma beleza indescritível, quero muito conhecer a partir de agora. Valeu pela dica.

    1. Rui Batista Post author

      Catarina Leonardo, fala-me em privado e dou-te todas as dicas 🙂 Beijinho e ótimas viagens…

  8. Marta Chan

    Estas terreolas é do melhor para explorar ^_^ E ainda serve de retiro pois não há net, nem aquelas condições que estamos acostumados. Cada vez tenho mais curiosidade no Uruguai e o Cabo Polónio é a minha cara.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code