Toshikoshi Soba (JAPÃO)

Comentar

Receitas do Mundo

E se na noite de passagem de ano regressássemos ao Japão? Vamos a isso!! A proposta é a confeção de Toshikoshi Soba, um prato obrigatório no Õmisoka, véspera do Ano Novo.

Comer esta “massa”de trigo sarraceno antes da meia-noite do dia 31 de dezembro é uma forma de trazer longevidade e prosperidade ao novo ano que se avizinha.

 

Ingredientes
• 500g de soba (macarrão a base de trigo sarraceno)
• 100ml de shoyu
• 120ml de mirin
• 30ml de sake culinário
• 1 colher de café de açúcar
• 10g de hondashi (1 envelope)
• cebolinha picada a gosto
• gengibre ralado ou wasabi a gosto
• alga nori em tiras a gosto

 

Preparação
Molho concentrado
1. Coloque o shoyu, mirin, sake, açúcar e hondashi numa panela e levar ao lume, mexendo sempre muito bem.
2. Quando ferver, reduza intensidade do lume e continuar a misturar até que o açúcar e hondashi estejam bem dissolvidos.
3. Retire do lume e deixar arrefecer.
4. Transfira o molho concentrado para um recipiente e reservar no frigorífico.

Soba
1. Prepare o soba de acordo com as instruções que figurem na embalagem.
2. Quando terminar é importante mergulhar o soba em água fria para “interromper” o processo de cozedura.
3. Transfira o soba para um recipiente e guardar no frigorífico.

Modo de servir
1. Dilua o molho concentrado com água gelada, na proporção de 3,5 partes de água para 1 parte de molho. (Para esta receita, que rende 200ml de molho concentrado, são 700ml de água.)
2. Coloque um pouco do molho diluído numa tigela e misturar com o gengibre ralado ou wasabi.
3. Coloque o soba dentro da tigela.
4. Sirva com cebolinha picada e tiras de alga nori.

 

Bom apetite!!

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code