Condé Nast: AÇORES, as ilhas mais exóticas da Europa!

Comentar

NOTÍCIAS

Quando a prestigiada revista internacional de viagens classifica os Açores de “muito possivelmente o segredo mais bem guardado de Portugal” estará, certamente, a esquecer-se das inúmeras (e merecidas) distinções internacionais que o arquipélago tem recebido. Mais do que nunca, os Açores estão a enfeitiçar o Mundo e a Condé Nast Traveller dá-lhe novo destaque, ajudando a que o arquipélago seja cada vez mais um destino de sonho para qualquer viajante.

“Os pouco conhecidos Açores são muito possivelmente o segredo mais bem guardado de Portugal. Belos, dramáticos, com lugares para dormir e comer com cuidado design, piscinas termais em florestas exuberantes, e amplas e ótimas praias, apenas exploradas por surfistas”, explica a publicação.

Num artigo de Kate Friend, sobram palavras amigáveis: “São os jardins secretos do Atlântico – exuberantes e verdes, com densas florestas temperadas que parecem quase tropicais, animada por aves e uma vida selvagem rica”.

“Não consigo decidir se estou em Atlantis, n’O Jardim Secreto ou num romance de Ian Fleming. Regresso ao topo da falésia, parando para apreciar a vista, e apercebo-me de que estou nos três”, diz, a certa altura, a autora, que avança com um pequeno guia para bem comer e dormir em São Miguel.

Sete Cidades, Lagoa do Fogo, Poça da Dona Beija, Furnas, Ponta Delgada são alguns dos lugares em destaque neste arquipélago “tão remoto que chegar lá é como entrar no triângulo das Bermudas”.

Nadar nas águas quentes marítimas da Ferraria ou mergulhar em Vila Franca do Campo, uma massagem no alto da montanha, uma sessão de Reiki na praia ou saborear o único chá europeu, o Gorreana, são algumas das experiencias aconselhadas.

Artigo original: http://www.cntraveller.com/recommended/beaches/azores-islands-things-to-do-on-sao-miguel

 

BORNFREEE – NOTÍCIAS

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code