BORNFREEE ‘alarga horizontes’ na Universidade Lusíada

Comentar

NOTÍCIAS

“Não me digas quanto estudaste, mas o quanto viajaste”.

A autoria da frase não a consensual, porém a ideia defendida é, cada vez mais, atual. E importante.

Depois de ter passado pelo Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP),  o projeto BornFreee foi convidado especial do projeto “aula aberta” da Faculdade de Ciências da Economia e da Empresa, promovido pela Universidade Lusíada, polo de Famalicão.

“Mundo: o teu melhor CV” foi, novamente, o tema de dissertação Bornfreee para uma plateia atenta e participativa, com desejos de descobrir novos Mundos.

O projeto BornFreee abordou as suas vivências em mais de 100 países e defendeu a sua tese de que ter “Mundo” é fundamental no crescente e cada vez mais exigente desafio de encontrar espaço no mercado de trabalho.

A missão BornFreee foi precisamente a de “inspirar” e “motivar” os jovens a investir um ano (ou seis meses) a ganhar “Mundo”, revelando-lhes as inúmeras vantagens de tal opção, principalmente em termos de maturação e desenvolvimento de competências pessoais, as ‘soft skills’, cada vez mais importantes em todos os aspetos da vida.

Qual a tua vocação? O que te faz (realmente) feliz?

Podes completar a tua informação em: www.bornfreee.com/gap-year

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code