BornFreee: Sou ibérico e italiano. Norte-africano e… inglês. Também nigeriano?!?

28 Replies

NOTÍCIAS

O teste ADN da ‘MyHeritage’ levou-me a uma viagem às origens do que me torna ÚNICO.

Agora entendo de onde brota este fatal espírito de profunda atração pelo desconhecido. Percebo bem melhor a incerta dose de loucura e criatividade que me perseguem. Aceito, com relutância, alguma ‘sensibilidade’ que não desejo revelar. E compreendo porque não escrevo, totalmente, com o pé esquerdo. Não está nas estrelas: está tudo em mim! Nos meus genes. No meu ADN…

‘My Heritage’. Sim, é aquilo a que soa. Fiz um teste de ADN. E os resultados, como seria de esperar, surpreenderam. Não que esperasse algo de muito diferente, mas porque, depois de os conhecer, interiorizei, nos meus dias, raízes distantes que fazem de mim o que sou. As misturas de distintas influências que me trouxeram aqui. Que fazem de mim um ser verdadeiramente ÚNICO.

Afinal, o que dizem os meus genes? Sou 66,3 % Ibérico, o que explica a minha insana vontade de marisco das Rias Bajas e a paixão indomável pela Andaluzia. Tenho 14,1% de ADN italiano. Será deste (mais do que) dúbio ‘charme natural’? Sou 11,3% norte-africano. Eia… os meus antepassados cruzaram-se com a Argélia, Líbia, Egito, Tunísia ou Marrocos? Há o meu lado 7,1% inglês (ninguém é perfeito), certamente da pontualidade, do chazinho e deste pálido tom de pele. E o inesperado 1,2% de nigeriano… Nada disso do que estão a pensar!

Traduzindo, a avaliar pela minha herança genética, a minha inquestionável modéstia diz-me que terei traços dos exploradores Marco Polo, Cristóvão Colombo e Charles Darwin. O jeito para as letras de William Shakespeare e Albert Camus. A veia artística e exploradora de Leonardo da Vinci. Falharam-me os proveitosos dotes futebolísticos do argelino Zinedine Zidane. E a envolvente voz melodiosa da nigeriana Sade. Aceito, não posso ser perfeito. Mesmo que (muito provavelmente) tenha algo de faraó em mim, a perfeição escapa-me. Afinal, sou simplesmente humano.

‘My Heritage’ foi o projeto a quem confiei a descoberta da minha essência biológica. Uns dias para chegar o kit da Alemanha. Seguir as regras – simples – e enviar as amostras de saliva do interior das bochechas no envelope pré-endereçado para os Estados Unidos. E esperar algumas semanas… Mais simples, impossível.

Esta viagem ao passado ajudou a melhor definir o meu “EU único”, reforçando a minha individualidade através da vasta diversidade dos contributos para a minha essência. A minha herança. Leva-me a um regresso às raízes mais profundas e ao despertar, a um reforço de interesse por culturas das quais, afinal, faço parte.

Já vos contei que, através do resultado de milhões de testes por todo o mundo, corro o sério risco de trazer novas pessoas à minha vida? Já encontrei afinidades em distintos pontos do planeta com gente que nem sabia existir. E iniciei a minha árvore genealógica com acesso a nove mil milhões de registos históricos. Mais novidades no horizonte…

A partir de hoje sei que sou ibérico e italiano. Norte-africano e… inglês. Pelos vistos, também nigeriano. Este teste da MyHeritage foi das melhores prendas com que me mimei em muito tempo. Tentado/a a fazer o teu?

 

PS: Podes saber mais em https://bit.ly/2w99mTj

Com o coupon ‘Bornfree’ (sim, neste caso apenas com dois ‘ee’) os portes de envio serão gratuitos.

Rui Barbosa Batista
Um mix de jornalista, líder e cronista de viagens, cumpri em 2016 uma centena de países no currículo. Cobri noticiosamente os Jogos Olímpicos na China, o Mundial de futebol na África do Sul e na Rússia ou os Jogos Europeus no Azerbaijão, mas o que me apaixona verdadeiramente são as pessoas e tudo o que (ainda) não conheço. Aventuras em inóspitos desertos, desafiantes glaciares, imponentes vulcões ou sublimes fiordes juntam-se ao doce prazer de cidades charmosas, países remotos e culturas exóticas. De tudo um pouco é feita a minha experiencia no globo. Continuamos juntos?

28 comments

  1. Carol

    Rui parabéns pelo texto! Que legal este teste, pois através dele descobrimos que somos todos globalizados, descendentes de todos…

    1. Rui Batista Post author

      Nem mais, Carol 🙂 Fiquei MUITOOOO ENTUSIASMADO do primeiro ao último minuto do processo 🙂 Aconselho vivamente!

  2. Gabriela Torrezani

    Que demais, Rui! Estou curiosa para fazer esse teste… sei que tenho ascendência portuguesa, espanhola, italiana e indígena brasileira (o que por si só já é um mistério, já que existiam centenas de tribos nativas brasileiras)… esse tipo de teste é interessante para nos colocar em perspectiva e entender que todos somos imigrantes, que fronteiras são criações do homem e que, no fundo, somos todos irmãos… 😀

    1. Rui Batista Post author

      Gabriela, não diria melhor 🙂 No teu lugar faria JÁ esse teste. É uma bela prenda a nós mesmos… descobrimos muitas coisas interessantes. Estou a ADORAR a experiência… Beijinhos e boas viagens…

    1. Rui Batista Post author

      Sim, Luís Felipe… acho que descobri a “culpa” desta minha forma de vida 🙂 Abraço!

  3. Gisele Ramos

    Morro de vontade de fazer esses testes, tenho certeza que me surpreenderia com o resultado! Mas infelizmente não encontrei nenhum que funcione no Brasil 🙁

    1. Rui Batista Post author

      Gisele, creio que o MyHeritage funciona para todo o Mundo. Contacta-os. Recebi o kit da Alemanha e depois foi para laboratório nos Estados Unidos. A sensação é muito gira 🙂

  4. Aninha Lima

    Nossa! Adorei, quero muito saber mais sobre mim também!!
    Sei muito vagamente sobre os meus bisavós, tenho certeza de que o resultado seria surpreendente!

    1. Rui Batista Post author

      Aninha, agora imagina subir ainda mais umas dezenas de níveis no teu ADN… ainda descobre que és mais “mundo” do que pensas 🙂

  5. Livia Zanon

    Rui obrigada pela dica, to ansiosa pra saber minhas origens kkkkk no final, acho que é td mundo junto e misturado né!! 😛

    1. Rui Batista Post author

      Livia, mais misturado do que todos imaginamos 🙂 Gostaria que todos os racistas e preconceituosos fizessem um teste destes… gosto das ironias da vida 🙂

  6. Luiza Cardoso

    Que teste mais interessante! E você é um verdadeiro mix de tudo hein? haha! Assim que é bom mesmo!
    Fiquei curiosa para fazer o teste também… já me considero uma cidadã do mundo, porque esse negócio de fronteiras não está com nada… se eu descobrir que sou um mix assim igual você, ficarei feliz demais! haha! =)

    1. Rui Batista Post author

      Luiza, de espírito, já és mesmo do Mundo 🙂 Agora, acredita que é muito giro ficar a saber um pouco mais. Há muito que tinha essa curiosidade e gostei imenso de saber mais de mim… de onde venho 🙂

    1. Rui Batista Post author

      :))) Edson, obrigado pela gentileza! Acho que este teste ajuda a explicar muitas coisas :))) Acredito que o teu será igualmente uma bela surpresa… o Brasil é sinónimo de ‘multiculturalidade’. Grande abraço!

  7. Ruthia

    Adorei o tom humorado do texto, nada que me surpreenda, é a tal percentagem genética de Shakespeare. Porque será que o teste é feito nos Estados Unidos? Temos laboratórios tão bons na Europa…

    1. Rui Batista Post author

      Ruthia, devemos levar isto com humor 🙂 O kit veio da Alemanha… depois fiquei a saber que o teste é feito nos Estados Unidos. Vou confiar na fiabilidade e bom uso dos mesmos, que aqui partilho 🙂

  8. Maria Alice Barreira Batista

    Que texto tão giro! O teste cai-te a matar… Concordo, todos os racistas, xenófobos e outros que tais deveriam ser obrigados a fazer o teste. Iriam ficar de queixo caído e eu gostava tanto de me rir!..
    Parabéns por seres tu, assim! ❤💚💙

    1. Rui Batista Post author

      Minha querida Alice, sempre que te leio derreto-me na mais pura e verdadeira saudade… diz-me pf quando fores a Chaves que farei de tudo para te ir lá visitar. Temos anos de conversas a por em dia 🙂 bjks e abraço do tamanho do Mundo…

  9. Nana

    Sempre tive curiosidade em fazer esse teste!
    E é a mais pura verdade! Somos tudo, somos parte do mundo! e não consigo entender quem nao percebe isso.
    Enfim, adorei seu texto! Vou usar o código e fazer também!!

    1. Rui Batista Post author

      Força, Nana 🙂 Se tem essa vontade, é não deixar para amanhã. Abre-se para todos um novo Mundo de descobertas… 🙂

    1. Rui Batista Post author

      lol Erik, nada como bom humor 🙂 No fundo, todos temos essa base de ‘vira-lata’ 🙂 Abraço e boas viagens!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code