Zoroastrismo na remota Chak Chak

Saboreamos o momento e tentamos imaginar como teria sido a vida destes fiéis há imensos séculos. O poder e influência dos pensamentos religiosos sobre a sociedade. Neste caso, a pureza era levada a um ponto em que os cadáveres eram deixados em terminado local, expostos à natureza, para serem comidos...

Vank, Arménia no coração do Irão

Há 500 anos (no ano 1540, mais precisamente), cristãos arménios vieram para Isfahan trabalhar como ourives e no comércio. Mesmo estando em país islâmico, conquistaram o direito a exercer a sua fé cristã. Criaram uma comunidade agora conhecida por bairro arménio (Jolfa), onde podemos encontrar várias referências à sua cultura...

Finalmente, Mandalay Hill

A luz esvai-se e subir os degraus deixa de ser opção. Renegociamos o preço e leva-nos lá acima. Deixamos para trás meia-dúzia de degraus, descalçamo-nos e iniciámos o périplo por este amplo complexo, com vistas de 360.º, em lusco-fusco e a ganhar brilho. Encurtando caminho, perdemos pequenos templos, lojas e...

O sagrado Monte Popa

Há 37 espíritos/deuses venerados. Verdadeiramente adorados e temidos. Depois de o apreciarmos em perspetiva, aproximamo-nos. Com este calor, não ajudam os 777 degraus até ao topo. Vale que todo o percurso é coberto. E, na base, logo começa com o habitual comércio. Roupas, recordações, utensílios vários. A nossa demanda é...

Pagodes, Mosteiros & Monges

Os preços que me atiram são tão ridículos que rapidamente indicamos ao taxista (vai estar o dia todo connosco, sendo que cada um paga o equivalente a oito euros) para nos levar a um lugar idêntico, “sem  turistas por perto”. E esta parte é repetida com assertiva serenidade: “SEM… QUALQUER…TU-RIS-TAAAA”....

Impressionante Shwe In Bin Kyaung

Do que se trata? Provavelmente o mais belo – esculpido em teca - e um dos mais tranquilos mosteiros para meditar. Com cativantes detalhes em balaustradas, paredes e cornijas. Ideia de mercadores chineses abastados, no fim do século XIX. E continua em excelente estado de conservação. Não sabia o que...