Trabalhar em Viagem

Trabalhar em Viagem

Alimentas o sonho de viajar, mas é complicado fazê-lo sem trabalhar ($$)? Então porquê não juntar dois em um? Mal não te faz, podes mergulhar mais profundamente na cultura e hábitos sociais de um país e tens a liberdade de o fazer por tempo limitado. Em viagem, podes trabalhar em troca de hospedagem e alimentação, podes laborar em troca de uma remuneração ou fazê-lo enquanto ‘nómada digital’, em qualquer parte do Mundo.

closeup photo of iPhone on MacBook Pro

Importa é que abandones todo o tipo de desculpa que te vai prender eternamente à vida atual e que faças por te realizar. Um estilo de vida mais desprendido e arejado não mata, nem engorda (bom, neste caso, depende dos teus hábitos). Criatividade e sem medo de dar o salto. Afinal, em tudo na vida, a vida sorri mais aos ousados. Aos empreendedores. Estudante ou trabalhador a querer mudar de vida, a verdade é que com bom planeamento e com as ferramentas ao dispor de quem sonha partir, viajar pode não ser caro. Ainda assim, consume alguns recursos financeiros, principalmente se a viagem se estender no tempo, pois o orçamento pode não acompanhar essa mesma elasticidade.

Imagina que o dinheiro acaba durante a viagem? Voltas para casa… ou metes mãos à obra para prolongar a tua experiência? Podes começar numa pesquisa em www.goabroad.com, www.workaway.info mas… vamos a mais ideias?

TRABALHAR EM PAÍS ‘CARO’

man sitting on gang chair with feet on luggage looking at airplane

Quando se trata de longaaaaa viagem pelo Mundo, por vezes trabalhar é inevitável. No teu planeamento, privilegia países baratos. Se tiveres de assentar algum tempo, fá-lo no país tiver uma economia mais pujante. Por exemplo, se andares pela Ásia, um mês de trabalho no Japão deve render-te mais do que seis meses a trabalhar nas Filipinas, Tailândia, Birmânia, Laos, Cambodja, India… Com o que pouparás, tens ‘combustível’ para seguir viagem por mais uns tempos. E, recorda, as folgas vão permitir-te conhecer também o destino onde te fixaste temporariamente.

TRABALHAR EM TROCA DE ESTADIA/COMIDA

man standing beside counter

Esta solução está cada vez mais disseminada pelo planeta. Tu dás a mão de obra e em troca podes ter uma cama e, muitas vezes, alimentação. Não se sobra dinheiro, mas vais viver uma experiência que certamente te fará estreitar laços com os locais e vivenciar histórias para mais tarde partilhar. Hotéis, quintas ou outros trabalhos voluntários podem ser a melhor solução.

Alguns Links:
www.worldpackers.com
www.hovos.com

VOLUNTARIADO

group of children riding red tractor

Alguma vez te imaginaste a ensinar português ou inglês? Dinamizar atividades para jovens ou crianças? Colaborar em áreas administrativas? Ou outra na qual possas emprestar a tua vontade ou conhecimentos técnicos específicos? Há sempre uma ONG que se pode adequar ao teu propósito.
Tratando-se de voluntariado cooperativo (hostel/hotel, bares/restaurantes, quintas, cuidar de crianças), habitualmente alojamento e refeições estão incluídas. Quando se trata do solidário (cuidar de crianças em orfanatos, dar aulas, colaborar administrativamente, ajudar a cuidar/salvar animais) , o projeto em causa pode não ter condições para o fazer, pelo que será melhor que, antes, te informes de todos os detalhes inerentes à experiência.

Alguns Links:
www.theethicalvolunteer.com
www.podvolunteer.org
www.escapethecity.org
www.orphanage.org
www.worldwidehelpers.org

CUIDAR DE CASAS / ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

two person walking near dirt road during daytime

E por que não? Aproveitar ausências dos proprietários para ajudar. E há quem já se tenha deparado com a ‘espinhosa’ missão de ter de cuidar de verdadeiras casas de sonho…

Alguns Links:
www.mindmyhouse.com
www.trustedhousesitters.com
www.housecarers.com
www.luxuryhousesitting.com/

INTERCÂMBIO PROFISSIONAL

people sitting down near table with assorted laptop computers

Permite-te encontrar um emprego na tua área de formação: dá-te dinheiro, melhora o teu cv e permite-te… viajar!!

Alguns Links:
http://aiesec.pt/
http://iaeste.pt/pt/

FREELANCER ONLINE

macbook pro beside white ceramic mug on brown wooden table

E que tal… escrever sobre tua experiência? Pode ser uma boa forma de aprimorares capacidades de escrita/comunicação enquanto fazes algum dinheiro. E se for de fotografia? Até pode ser mais fácil.
És perito em gestão de redes sociais (marketing digital)? És ‘vidrado’ em webdesign e programação? Vives de design gráfico? Dominas línguas e podes fazer traduções? Investes em bolsa? Fazes vendas (seja sobre o que for) online? E que tal ensinares à distância? Consultas online? Mil e uma opções nas quais a tua presença é garantida via skype? Importa é saberes as tuas qualidades e potencial e depois ser criativo e persistente em encontrar uma solução.

CRUZEIROS

white and blue Silja Line cruise ship during daytime
jobs-on-cruise-ships

E que tal… acordar todos os dias num dia diferente? É assim trabalhar num cruzeiro internacional. Cozinha, limpeza, bar, restaurante ou receção, são as tarefas habitualmente disponíveis. Consta que o trabalho não é dos mais leves, mas geralmente há dias livres nos lugares onde o cruzeiro atraca… e há o hábito da ‘gorjeta’.

ADVERTÊNCIAS

Antes de aceitar ou enveredar por qualquer uma destas situações, há questões que devem ser esclarecidas para melhor ponderação:

  • O trabalho exige quantas horas por dia? E quais as folgas semanais?
  • Qual o período mínimo exigido para o trabalho em causa?
  • Quais são concretamente as tarefas?
  • Há ‘taxas’ (qualquer tipo de custo) envolvidas no trabalho?
  • Ter em atenção as regras (legislação) do país quanto ao trabalho em causa. Geralmente, há formas, legais, de lidar com eventuais dificuldades, mas importa, até para tua defesa, ter tudo esclarecido.
  • Dependendo do tipo de trabalho, avalia se é adequado ter um seguro.

NOTA: APRENDE A VIVER COM MENOS

fish eye photography on woman riding motor scooter with man on bridge

Este conselho nada tem de paternalista ou de intromissão no teu estilo ou opções de vida. É apenas uma dica. A todos sobram coisas que apenas tomam o nosso tempo e dinheiro. Mais do que ter muito, nada como viajar com pouco. E, em casa, optar igualmente por um estilo de vida mais ‘saudável’, longe do materialismo que apenas vai exigir de ti mais… dinheiro. O que te leva a trabalhar mais. Falta de tempo. E as habituais desculpas para não sair deste ciclo vicioso.

Membro da ABVP

Agenda

I Minimalist Travel Festival: Orador
07/11/20
07/08/20
Arábia Saudita: Tertúlia de Viagens no Espiga
03/09/20
03/09/20

Instagram

Mais dicas