Simpática ridigez Australiana

Simpática ridigez Australiana

Queimados de sérios dissabores na sua curta história enquanto nação, até pelos motivos mais incríveis (como no século XIX em que a importação de 24 inocentes, mas “ativos” coelhos em pouco tempo se transformou num gigantesco pesadelo de muitos milhões de vorazes peludinhos a dizimar parte do mapa natural do país), os australianos não brincam no que toca a proteger a nação, até nos aspetos mais improváveis, impensáveis… Defensores ímpares da prevenção, os nossos amigos dos antípodas fazem a eleição da Miss Universo parecer um desafio menor quando comparado com a árdua missão de preencher o extenso formulário de pedido de Visa. Como se isso não bastasse, a lista de produtos proibidos para entrar na ilha é indubitavelmente mais vasta do que as regas do novo acordo ortográfico luso-brasileiro. “Em caso de dúvida, marquem o SIM”, diz um aviso. E foi por isso que assinalámos alegados produtos ilegais. Lá fomos ao “castigo”, mas cedo percebemos que nada havia a recear. Curiosamente, a posse de medicamentos (alvo da nossa alegada infração) estava equiparado a delitos menores como posse de drogas, armas ou químicos. Na primeira vistoria, safámo-nos à justa de levarmos com um fiscal carrancudo. A agente que viu os nossos papeis era bem mais sorridente e despachou-nos em dois minutos, deixando um excelente primeiro impacto no contacto com os “aussies”.“Que amanhã tenha um excelente aniversário e o mesmo para o seu amigo dois dias depois. Desfrutem da Austrália ao máximo”.
Faremos por isso..

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Explore mais

Lançamento livro

“BORN FREEE – O Mundo é uma Aventura”

Este é o primeiro livro de um autor português, Rui Barbosa Batista, que nos leva a viajar por mais de 50 países, dos cinco Continentes, não em formato de guia, mas antes em 348 inspiradoras páginas, 24 das quais com fotografias (81).