Argentina: o inolvidável Parque Nacional Terra do Fogo

Argentina: o inolvidável Parque Nacional Terra do Fogo

 Argentina de serenos lagos, vales congelados, exóticas florestas, costa marítima virgem…

Eis-me de volta à Argentina e a um dos lugares que sempre sonhei regressar. Só quem já teve o privilégio de deambular por esta natureza deslumbrante pode entender a impossibilidade de a esquecer. A inevitabilidade do desejo de explorar novamente cada recanto deste fascinante destino. Que não para de me tirar o fôlego…
São 63.000 hectares de puro prazer, a uns 12 quilómetros a oeste de Ushuaia, embora apenas uns 2.000 hectares estejam abertos ao público. Que, diga-se, parece respeitar, escrupulosamente, as necessidades da natureza.

O Tren del Fin del Mundo é a forma de muitos visitarem o parque, mas este meio não tem comando para os desejados ‘pause’, ‘play’, ‘rewind’… que nos vão apetecer a todo o instante. Tudo fica muito efémero… apesar da interessante paragem em cascata onde o visitante fica a conhecer melhor o povo indígena Yamana, que os colonos foram dizimando. Esta experiência decorre na parte final da linha que ligava a prisão de Ushuaia aos campos de trabalho situados na zona que hoje alberga o parque, criado em 1960 para proteger restos arqueológicos dos nativos. Aqui, os reclusos cortavam madeira que o comboio transportava para a cidade, destinada à construção de edifícios e para alimentar o calor, indispensável à sobrevivência humana durante boa parte do ano.

Guanacos, raposas vermelhas, castores (foram introduzidos 25 pares no parque e hoje estima-se que serão 70 mil exemplares), coelhos… e tantos tipos de aves que seria lotaria adivinhar-lhes o nome. Orquídeas, violetas e outras incontáveis floridas consortes. Miradouros para lagos, vales congelados, costa marítima virgem e exóticas florestas. Tudo isto se pode encontrar no único parque argentino que beija o mar.
Os amantes do trekking têm várias opções de trilhos e só encontrarão semelhanças estéticas da arrebatadora natureza na vizinha Patagónia. Da minha experiência, acrescento-lhe a Nova Zelândia (a Islândia é algo diferente). Nestas paragens estão alguns dos melhores cenários desta e de outras galáxias.

No PN Terra do Fogo também nos podemos aventurar em desafiantes experiências de caiaque, em incursões nas cristalinas e serenas águas da baía de Lapataia. Ou em ‘ofensivas’ no Canal Beagle, onde podemos protagonizar encontros memoráveis com lobos-marinhos, pinguins, albatrozes, patos austrais, mergulhões, corvos-marinhos…
Na Baía Enseada apreciamos a beleza majestosa das ilhas Redonda e Estorbo, opostas a altivas montanhas. Temos ainda as lagoas verde e a negra, que podemos tornear em recompensadoras caminhadas.
Os 17.848 quilómetros do Alasca até ao Fim do Mundo terminam precisamente aqui, na Baía de Lapataia. A 3.063 quilómetros de Buenos Aires. É o fim da mítica ‘Ruta 3’, que vem serpenteando ao longo da costa do Continente.

Não muito longe, temos o ‘Correo del Fin Del Mundo’, que, como o nome sugere, é o serviço postal mais austral do planeta. Daqui é possível enviar um postal, bem como carimbar o passaporte, numa marca que atesta a nossa presença por estas terras remotas. A fila de interessados logo me desmobiliza de um e de outro potencial desejo.

Melhor do que ler estas linhas, o meu conselho é que comece mesmo a preparar uma viagem para um dos mais entusiasmantes destinos neste cantinho do universo que se chama Terra.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Explore mais

12 Comments

  1. Michela Borges Nunes

    Conselho muito apropriado: planejar uma viagem e ir pessoalmente conhecer este lugar incrível do nosso planeta! Ushuaia é sensacional e este parque nacional também.

    1. Rui Batista

      Michela, simplesmente um lugar e destino único… não vejo a hora de ir lá novamente 🙂

  2. Carla Mota

    Mas há país mais bonito do que este? É um deleite para a vista e para a alma! 😀

    1. Rui Batista

      Não me canso de sonhar com a Argentina… de querer voltar uma e outra vez. Venha daí o “tetra” 🙂

  3. Angela C S Anna

    essa era uma das viagens que deveria ter acontecido ano passado, mas como um dos nossos integrantes do carro passou num concurso, não achamos ninguém para substituí-lo e o orçamento subiu demais…seria uma aventura e tanto dirigir até la! adorei as dicas e nem sabia q tinha castores

    1. Rui Batista

      Angela, é uma das viagens de uma vida 🙂 Aconselho MESMO a que vão lá…

  4. Tharsila Fernanda Costa

    Amei o relato! Estou super ansiosa porque finalmente realizarei esse sonho de conhecer a Patagônia em breve.

    1. Rui Batista

      Tharsila, serás das mulheres mais felizes no planeta… mal coloques lá os teus pés e olhar 🙂

  5. Eloah Cristina

    Ushuaia tá no radar a tanto tempo! Sempre que visito o Born Free dá vontade de fazer as malas e embarcar para a próxima aventura.

    1. Rui Batista

      Eloahhhhh… é fazer as malas!! A Terra do Fogo é dos lugares mais belos do planeta..

    1. Rui Batista

      Obrigado pelo destaque 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Lançamento livro

“BORN FREEE – O Mundo é uma Aventura”

Este é o primeiro livro de um autor português, Rui Barbosa Batista, que nos leva a viajar por mais de 50 países, dos cinco Continentes, não em formato de guia, mas antes em 348 inspiradoras páginas, 24 das quais com fotografias (81).