Banhada pelo Lago Tanganica, facto lamentavelmente desaproveitado, a capital é praticamente o único centro “civilizacional” do país. Centro político, administrativo e económico da nação. De posto militar alemão em 1889, foi crescendo sob o mandato belga (após I Guerra Mundial). Com a independência do Burundi em 1962, same old story com lutas entre milícias hutu e exército tutsi.Restam alguns decadentes edifícios do período colonial, ‘apagados’ como a noite da capital..

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Explore mais

Lançamento livro

“BORN FREEE – O Mundo é uma Aventura”

Este é o primeiro livro de um autor português, Rui Barbosa Batista, que nos leva a viajar por mais de 50 países, dos cinco Continentes, não em formato de guia, mas antes em 348 inspiradoras páginas, 24 das quais com fotografias (81).